Faça seu cadastro para receber as novidades do
Leandro Lourenço no seu e-mail.
Arquivo da categoria: Sapatos
Postado em: 17 de julho de 2013 - Publicado em Dicas, Estilo, Inverno, Moda Masculina, Sapatos

Aposte sem medo no calçado para o inverno, combinando com calça e uma meia para não passar frio.

O importante é que a calça seja mais ajustada na perna, principalmente na canela, para não esconder o sapato, isso pode achatar a sua silhueta e fazer você parecer mais baixo além de não ficar legal.

fonte: Homem na Moda

Postado em: 16 de julho de 2013 - Publicado em Dicas, Estilo, Homem, Inverno, Sapatos

Uma das principais escolhas de sapatos masculinos para o inverno.

Com modelos principalmente em camurça, é versátil, pois compõe looks casuais e até mais chiques.

São ideais para combinar com calça jeans e looks com sobreposições e ficam ótimos com alfaiataria.

Invista!

Postado em: 19 de dezembro de 2012 - Publicado em Calcados, Coleções, Sapatos
Não importa se você está vestindo um terno sob medida, feito pelo maior estilista do mundo, a escolha dos sapatos é de grande importância também. Muitas não damos muita importância aos sapatos, diferente das mulheres que se preocupam em fazer o “conjunto completo”. E muitas vezes nós homens limitamos nossas escolhas entre o bom e velho tênis Running ou um sapato social. É como se fosse uma regra básica: “apostando no simples, não iremos falhar”, porém isso não é bem verdade.
Os Slippers
É irônico que uma das maiores tendências da moda casual masculina na atualidade, na verdade já era usada no século XIX pelo príncipe Albert, segundo filho do duque Ernesto I de Saxe-Coburgo-Gota e marido da Rainha Vitória, herdeira ao trono britânico, e a partir daí passaram a ser usados por homens em todo o mundo.
O Slipper preenche todos os requisitos fundamentais: é leve, elegante, sofisticado, além de ser muito casual. Um calçado que proporciona elegância ao andar.
É na forma como você irá usá-los que determinará o seu estilo.
Postado em: 17 de dezembro de 2012 - Publicado em Alfaiataria, Blazer, Calcados, Camisas, Esporte Fino, Homem, Sapatos, Ternos, calca

Enfim chegou o tão esperado dia da formatura. Depois de tantas provas, exames e trabalhos, você ainda tem que resolver um último problema: “que roupa usar?”

Antes de pensar em qual roupa usar é importante lembrar algumas coisas:
(PS: A maioria das dicas servem para convidados também)

• Pesquise se existe um traje obrigatório para a formatura. Muitas vezes esse traje está descrito no convite que é enviado para os convidados. Nós temos um post que explica um pouco sobre cada tipo de traje. Mesmo se não constar nada no convite -o que muitas vezes acontece- converse com seus professores, diretores e até colegas da sala, para ver se existe um traje que vai ser padrão para todos os alunos. Normalmente as formaturas de 8ª série e 3º colegial são mais informais, já as de ensino superior exigem algum tipo de traje.

• Saiba mais sobre o local da formatura e o clima do dia. Vai chover? Vai fazer frio ou vai estar como o Deserto do Saara? No local que acontecerá a festa tem ar condicionado? Ou eles vão usar aqueles ventiladores gigantes que só refrescam as mesas que estão perto da parede? Essas informações são importantes para você compor o seu look. Se você sabe que vai estar calor, é importante focar nas roupas leves, já se tiver um bom ar condicionado, aproveite para ousar nos acessórios e blazers mais elegantes.

• Formatura é um evento social e não uma festa de amigos. Lembre-se que seus pais, avós, irmãos, romances e afins, estarão na festa. Por isso, arrume-se de uma forma que vá agradar a todos e não somente os seus amigos. Não use a formatura para ser o cara brincalhão e ousado que você não foi durante as aulas. E para os brincalhões, use a formatura para mostrar que você sabe se comportar em algum momento da sua vida, seja adulto pelo menos essa vez.

• Marque pela elegância e não pela ousadia. Como você sabe que pode ser sua última festa com um grupo de amigos e o clima de “despedida” está no ar, geralmente existe a vontade de criar um look para marcar na memória de todos, certo? Repito novamente: “Marque pela elegância e não pela ousadia.” É comum ver gente querendo fazer brincadeiras com cuecas, ir de All Star quando o traje é social, usar gravatas com mulheres peladas, usar peças neon, etc. E no fim acabam sendo o motivo de piada da turma. As pessoas dão risada, mas ninguém quer esse elemento no seu álbum de formatura. Diferente daquele que foi para a formatura com um look simples mas elegante, que chamou a atenção de todos pelo “bem vestir” e não pela ousadia.

• Use maquiagem se necessário. É comum ver gente decepcionada com as suas fotos de formatura porque estava com uma espinha ingrata no meio da testa. Já fiz um vídeo que ensina dicas básicas para cobrir espinhas e deixar a pele preparada para uma festa ou sessão de fotos. Se você seguir as dicas, ninguém vai reparar que você está de maquiagem e você estará preparado para qualquer foto! ;)

• Divirta-se com moderação. É normal querer beber todas, sair pulando em cima dos amigos, subir no palco do dj ou da banda, etc. Mas lembre-se da moderação. Não é para ficar igual um bobo no canto da festa, mas também não é para ser aquele que vai ser o primeiro a usar o ambulatório. Festas de formatura, por mais simples que sejam, são caras. Já vi dezenas de rapazes que não se controlaram com a bebida e depois se arrependeram, pois deram vexame na frente dos familiares e amigos e -em alguns casos- fizeram algumas pessoas saírem da festa para levá-los para o hospital. Não estrague a festa de alguém, não estrague a sua festa.
Dicas de looks

Agora sim, confira algumas dicas de looks e combinações de peças para você se inspirar na hora de escolher a sua roupa para uma festa de formatura.

Blazer + Jeans + Sapato

Colete + Camisa + Sapato

Camisa + Calça social + Sapato

Camisa + Blazer + Calça social + Sapato

Gravata Borboleta + Sapato

Passeio Completo (Blazer, Camisa, Gravata, Calça Social e Sapato)

Tags: , , , , , ,
Postado em: 10 de dezembro de 2012 - Publicado em Calcados, Coleções, Sapatos

Há 91 anos, Guccio Gucci começou, timidamente, fabricando malas. Em pouco tempo, porém, criou modelos que conquistaram de Michelangelo Antonioni a Grace Kelly. Sempre em busca de produtos exclusivos, em 2011 a Gucci lançou o serviço Made To Order, que possibilita ao cliente encomendar sapatos exclusivos. É possível personalizar vários modelos da marca, escolhendo a forma, materiais, cores, e até gravar as iniciais. Este oxford de couro feito artesanalmente na Itália, por exemplo, permite três combinações. Custa a partir de R$ 4.200 o par.

foto: João Ávila

Tags: , , ,
Postado em: 30 de novembro de 2012 - Publicado em Acessórios, Dicas, Sapatos

Que a aparência de uma pessoa tem impacto na maneira como ela é julgada pelos outros, todo mundo sabe. Agora um levantamento feito por uma marca de meias da Inglaterra, a Socked, mostra que a peça também ajuda a definir esse perfil.

Pois é, a cor escolhida e o aspecto podem dizer algo sobre você. “As cores usadas ajudam a criar essa personalidade, a imagem desejada, e certos tons influencia a maneira como os outros interagem com você. Escolha a cor certa e já estará ganhando”, disse Mark Hall, um dos designers da empresa.

A pesquisa mostra que a única cor apontada como ‘certa’ para os homens usarem é a preta. Confira o que o estudo aponta em relação às cores das meias.

Pretas: usadas por homens elegantes e bem vestidos. A peça no tom expressa autoridade, poder, sofisticação e também mistério. Elegante e atemporal, a meia preta foi apontada como primeira e única opção para homens no perfil.

Branca: usadas por pessoas cujo estilo ficou nos anos 1980. Segundo o levantamento, é pecado mortal usar meias brancas, principalmente como modelos de sapatos abertos. A peça também foi associada a homens preguiçosos que não trocaram de meia após a prática de esportes ou a malhação.

Cinzas: usadas por banqueiros e padres. Segundo a empresa, a imagem passada pela peça cinza é a de uma pessoa cuja vida é muito regrada e chata ou, por outro lado, pode indicar falta de higiene.

Vermelhas: usadas por homens metidos a conquistadores, como políticos. Homens passam a imagem de serem briguentos e emocionalmente confusos.

Amarelas: usadas por quem quer chamar a atenção. Um homem que quer bancar o engraçadinho usaria peças no tom. Seria rejeitado na hora por qualquer grupo social.

Marrons: usadas por jardineiros e bibliotecários. Pessoas boas, confiáveis e equilibradas, com os pés no chão.

Azuis: usadas por médicos e administradores. O azul transmite a ideia de segurança e sucesso. Segundo o levantamento, homens com meias azuis são confiáveis mas não seguros o suficiente para usar meias pretas.

Douradas: usadas por novos ricos ou jogadores de futebol. O tom remete ao sucesso, riqueza e extravagância e foi associada à pouca noção de estilo e elegância.

Brilhantes: usadas por ciclistas e pessoas de até 11 anos. Os praticantes de ciclismo foram os únicos que reverberam aval de usar peças com brilho, já que se trata de item de segurança.

Meias estanhas: usadas por pessoas que se vestem no escuro ou malfeitores. Se o par de meias for nada convencional, a imagem transmitida é a de uma pessoa emocionalmente instável

Tags: , ,
Postado em: 9 de novembro de 2012 - Publicado em Acessórios, Blazer, Calcados, Couro, Dicas, Homem, Jaquetas, Moda Masculina, Sapatos

Clássico, resistente e versátil, o couro protege e destaca como poucos itens do guarda-roupa masculino

Razões para ter jaquetas e acessórios de couro.

Versatilidade Além de ser elegante e clássico, o couro é uma matéria-prima que, moda vai moda vem, nunca sai da área.

Durabilidade Os insumos utilizados no tratamento químico para transformar a pele de animal em tecido de roupa tornam o couro muito durável. É comum peças passarem por gerações, de pai para filho.

Respirabilidade O tecido não abafa sua pele e, ao mesmo tempo, mantém a temperatura corporal. Serve para dias mais frios ou menos frios.

Melhores momentos O espírito rebelde e aventureiro marcam a presença da jaqueta de couro na história do homem. Inpire-se!

Década de 10

1914 Na Primeira Guerra Mundial, pilotos de avião belgas e franceses começaram a usar casacos de couro para se proteger do frio. Depois, o paraquedista americano Leslie Irvin fabricou o primeiro modelo clássico da jaqueta estilo aviador, chamado A1. Ele é curto (vai até o quadril), fechado com zíper e tem cintura e punhos justos (sanfonados).

1917 A Força Aérea Americana adota a jaqueta estilo aviador e passa a chamá-la de bomber.

década de 20

1928 A marca Schott, criada em 1913 pelos irmãos Irving e Jack Schott, desenhou e fabricou a primeira jaqueta de couro modelo perfecto para a Harley Davidson. Características dele: zíper transpassado, botões de metal e cinto de fivela.

Década de 30

1936 É o ano-cenário do filme Indiana Jones e a Última Cruzada, em que o ator americano Harrison Ford enfrenta os nazistas vestindo uma bomber.

Década de 50

1953 O cinema populariza nova versão da perfecto no filme O Selvagem, com o ator americano Marlon Brando.

1955 James Dean, ator americano símbolo de rebeldia e angústias da juventude, também adota o couro.

Década de 6

1960 O cantor americano Elvis Presley usa modelos justos, paletós de couro e jaquetas com franjas, inspiradas no Velho Oeste americano.

Década de 70

1974 O estilo da banda americana Ramones marca o visual de gerações: punks com jaquetas de couro cheias de correntes e tachas.

1978 O filme musical Grease, protagonizado por John Travolta e Olivia Newton-John, populariza no mundo uma galera de jovens que não vive sem a perfecto.

Década de 80

1982 O cantor americano Michael Jackson lança o disco Thriller e a inseparável jaqueta vermelha dele.

1984 O Exterminador do Futuro, filme com o austríaco Arnold Schwarzenegger, surge com uma perfecto à prova de ciber balas.

1986 O ator americano Tom Cruise não tira a bomber no filme Top Gun, Ases Indomáveis.

Século 21

2012 A jaqueta de couro continua referência de elegância nos caras que mais entendem de estilo por aí.

Vida longa ao seu couro

Cuidados essenciais para você fazer sua peça durar

Para saber se é de verdade A superfície e a cor do couro legítimo não são totalmente regulares – nenhuma pele animal é perfeita! Também vale checar a etiqueta da jaqueta: nela não devem constar itens como poliéster, algodão etc.

Para guardar No mínimo duas vezes ao ano, hidrate e impermeabilize o couro com produtos específicos para ele (você encontra em sapatarias). Guarde a peça em lugar ventilado – não em sacos plásticos. Nunca guarde antes de 12 horas depois de usá-la – até lá, pendure a jaqueta em alguma cadeira.

Para limpar Passe um pano úmido (quase seco) ou leve a jaqueta a uma lavanderia especializada. Jamais faça com sua peça de couro: esfregar com desengordurante, álcool ou bucha, lavar e secar na máquina. São coisas que deformam o tecido.
Para secar Sua jaqueta tomou chuva? Pendure-a num lugar arejado, sem fonte de calor por perto – nada de colocá-la atrás da geladeira.

Antes que seja tarde Vacilou e deixou sua peça de couro detonar? recupere-a já e não deixe estragos rolarem de novo Pasta desgastada Solução Hidratar com produtos específicos (você encontra em sapatarias) três vezes por ano.
Como evitar Limpar e hidratar ao menos uma vez por ano, sempre com produtos compatíveis com o tipo do couro.

Sapato com vinco Solução Não há. Uma vez marcado, couro que é couro não volta a ficar liso. Então, cuide…
Como evitar Ao guardar o calçado, ponha dentro dele uma forma de madeira e conserve o formato original do sapato. Mantenha o couro limpo e hidratado.

Sapato molhado Solução Deixe secar em local arejado, sem fonte de calor por perto. Depois de seco, espere 12h para guardar no armário. Como evitar Leve o calçado à sapataria para checar a possibilidade de impermeabilização. Ou pergunte isso ao comprá-lo.

Calçado – Verifique se o sapato está confortável – os pés incham no final do dia e sapatos de couro laceiam.

Mala – Ao escolher malas, pastas e carteiras, verifique se as costuras estão     em ordem.

Cinto – Qual a minha numeração de cinto? Some dez à medida da sua cintura. A sobra de tecido depois da fivela abotoada deve ser cerca de 6 cm.
Para aumentar ou diminuir Exagerou no tamanho dos pratos nos últimos meses e ganhou pança? Ao contrário, emagreceu?
Um bom sapateiro consegue mudar o tamanho de seu cinto.

Para durar mais Impermeabilize e hidrate a pulseira (com produtos específicos que você encontra em sapatarias) pelo menos três vezes ao ano (dependendo do uso). Para limpar Se ela for de couro liso e cores básicas (preto e marrom), use um pano úmido (quase seco). Se necessário, é possível tingir o couro.

Tags: , , , ,
Postado em: 10 de agosto de 2012 - Publicado em Dicas, Moda Masculina, Sapatos

O Dia dos Pais está próximo e comprar um sapato é sempre uma boa opção de presente. Mas como fazer a escolha certa? O que considerar na hora de comprar calçado masculino? Há pessoas que não presenteiam com calçados por medo de errar ou já avisam: “pode trocar”. É fácil escolher o que está na moda, o número, a cor predileta, que esposas e filhos conhecem tão bem. Outros fatores, contudo, devem ser levados em conta. Como médico, acredito que a saúde está sempre em primeiro lugar e a saúde dos pés depende em grande parte da forma como os usamos e dos cuidados que temos com eles. O pé é uma máquina perfeita de sustentação do corpo, fundamental para promover a sua mobilidade, e o calçado pode afetar, positiva ou negativamente, a sua saúde e performance.

Originalmente, o pé humano se desenvolveu para andar descalço. Mas é claro que há séculos, por segurança e higiene, este hábito foi abandonado. Ocorre que a maneira de pisar e o tipo de calçado que usamos influenciam tanto no funcionamento quanto no formato de nossos pés. Muita gente sente dor na sola do pé ou dor no calcanhar — resultado do uso de um calçado inadequado ou da maneira de andar incorreta. Ao entrar em contato com o solo, os pés agem no controle de postura, equilíbrio, apoio, impulsão, absorção de impactos e distribuição do peso corpóreo. O calçado pode mesmo prejudicar a saúde dos pés. O uso contínuo de um calçado inadequado pode gerar até uma fascite plantar, ou seja, uma inflamação na sola do pé.

Calçados macios em toda sua extensão, principalmente na parte lateral do calcanhar, são indicados para quem tem a pisada supinada. Pessoas com os pés pronados devem contar com reforço na parte interna do calcanhar. As pessoas com pé chato tendem a desenvolver processos inflamatórios como tendinites — por isso recomendo sapatos fechados e bem firmes nos pés, com saltos mais altos que ajudam a curvatura.

Antes de adquirir um sapato, portanto, é importante saber um pouco mais. A anatomia do pé tem uma estrutura complicada – envolve um conjunto de ossos, juntas, articulações, ligamentos, músculos e tendões, que permite uma enorme série de movimentos. Embora a anatomia seja a mesma, há diferenças de formação. Há pessoas com pés normais, supinados (cavos) ou pronados (chatos) e o mercado dispõe de modelos de sapatos, principalmente de tênis, que são apropriados para cada caso. Tênis ou sapatos não têm a função de corrigir problemas ortopédicos, mas podem adaptar o pé para que o passo fique correto, ou seja, para amenizar as falhas da pisada. Palmilhas também são eficazes em muitos casos. Na pisada supinada, a pessoa confere maior peso no lado externo (pés com muita cava). Na pronada, o peso do corpo está concentrado na parte lateral-interna. Na pisada neutra, característica das pessoas com pés normais, o peso do corpo é distribuído mais uniformemente nos pés.

Em todos os casos, é importante observar para que o calçado não fique curto demais, comprimindo o pé, ou folgado demais na frente, no peito dos pés, atrás e dos lados, deixando uma folga maior do que a necessária para os dedos ou deixando o pé solto, o que pode causar bolhas ou calos. A folga ideal na frente é de no máximo um centímetro entre o dedão e a ponta (bico) do sapato, permitindo a movimentação dos dedos. Solados de borracha são mais recomendados por evitar escorregões. Saltos largos e estáveis ajudam para que a pisada ocorra com segurança. Os sapatos fechados costumam acomodar melhor os pés. Fivelas e cadarços ajudam a manter o sapato preso aos pés. Nem sempre o elástico é uma boa alternativa, uma vez que pode prejudicar a circulação sanguínea. Hoje, muitos tênis têm amortecedores que impedem que os pés e o corpo absorvam um impacto maior. Eles aliviam a carga que as articulações dos pés e dos joelhos, principalmente, recebem. São responsáveis por evitar problemas, como uma fratura por estresse ou mesmo artroses na região entre a coluna vertebral e a bacia. Flexibilidade da sola, material macio, bico amplo e salto em torno de três centímetros são características básicas de um sapato “saudável”.

Desconforto ou dores articulares ao caminhar, especialmente nos pés e nos joelhos, são sintomas de que algo anda errado. O ideal para tirar a prova dos nove sobre o tipo de pisada é fazer a baropodometria, um exame simples que mapeia a distribuição da carga na sola do pé enquanto a pessoa caminha.

Sapatos inadequados são responsáveis por 90% das doenças dos pés. Ter em mente este fato na hora da compra significa prevenir o incômodo de pisar sentindo dor. Reforço que o calçado certo evita a incidência de dores no joelho, no arco anterior dos pés, joanetes, calos, tendinites, unhas encravadas e danos à coluna. Portanto, não sacrifique os pés em favor da estética. Afinal, ninguém quer dar um presente que cause desconforto, não é mesmo? Feliz Dia dos Pais em 12 de agosto!

Tags: , ,
beagle--logo
logo8
logo7
logo6
logo4
logo3
logo1
logo2